SINTRACON-SP
  • Antonio de Sousa Ramalho
  • A trajetória de um líder reeleito deputado estadual
     
    Antonio de Sousa Ramalho nasceu na Paraíba. Foi em maio de 1949, no município de Conceição do Piancó. De família humilde, numerosa e da lavoura, começou a trabalhar na roça já aos oito anos de idade. Vida difícil. Precisava ajudar no sustento de seus dez irmãos menores.
     
    Apesar das dificuldades, conseguiu cursar o primário e o ginasial trabalhando, em paralelo, no Cartório de Registro Civil da cidade, na Companhia de Água e Esgoto da Paraíba e no sistema de Telefonia da cidade.
     
    Mudou-se para São Paulo em 1968. Nos tempos duros da ditadura, iniciou sua vida na construção civil como servente. Foi na empresa Hidrasan - Engenharia Civil e Sanitária Ltda.
     
    Enquanto trabalhava, o paraibano fazia cursos de aperfeiçoamento. De simples lavrador, sua força de vontade levou-o a cursar a Faculdade de Engenharia Civil, na Universidade de Mogi das Cruzes, curso que abandonou no terceiro ano porque não conseguia pagar as mensalidades.
     
    Em julho de 1990, após 22 anos como empregado da Hidrasan, Ramalho ingressou no meio sindical como 2º suplente da Diretoria. Em novembro de 1994, com a morte do Luiz José de Lima, assumiu o cargo de 2º Secretário na Executiva.
     
    Ainda em 1994 ele comandou, como 2º Secretário, a maior greve da história do setor. Foram 16 dias de paralisações no período entre 24 de setembro a 10 de outubro, com vitória concedida pelo TRT (Tribunal Regional do Trabalho) 2ª Região de São Paulo, que concedeu 5% de aumento de salário, pagamento dos dias parados e estabilidade de 90 dias para os grevistas.
     
    Teve, então, a possibilidade de defender suas ideias voltadas a um sindicalismo moderno, atuante e responsável.
     
    Lutou na defesa dos interesses dos trabalhadores. Enfrentou a intransigência dos empresários, coordenando greves em busca de melhores condições de vida à gente humilde da Construção Civil. E, mesmo assim, ainda encontrou tempo para aprimorar seus conhecimentos e colaborar na Federação Espírita do Estado de São Paulo.
     
    Trabalhou nas negociações para renovação da NR 18 (Norma Regulamentadora). Assim, a partir de 1995 os trabalhadores passaram a ter direitos, alojamentos dignos e equipamentos previstos por Lei. Hoje, a Norma relaciona mais 1.300 itens. E, se fosse aplicada pelo empregador, não aconteceria nenhum tipo de acidente.
     
    Em 1995, bateu de frente com a Federação Estadual dos Trabalhadores da Construção Civil, que pretendia calar a sua voz e excluir o Sindicato de uma efetiva participação na executiva.
     
    Comandou a Assembleia de desfiliação da Feticom-SP e, em outra oportunidade, convenceu o então presidente Décio Lopes e sua Diretoria a se filiar à Força Sindical.
     
    Nesse mesmo período se tornou Vice-Presidente do hoje secretário do Trabalho e Emprego do governo federal, Luiz Antonio de Medeiros, fundador da Força Sindical.
     
    Em 1998, com o apoio do corpo associativo e da diretoria, foi lançada a chapa encabeçada por Ramalho para disputar as eleições no Sindicato.
     
    A bandeira de luta? Renovação. A chapa, composta de companheiros novos, pela primeira vez na história, foi integrada por uma mulher.
     
    Eleita, a nova Diretoria começou uma autêntica revolução do Sindicato, preparando-o para novas relações entre capital e trabalho.
     
    Acertou-se a casa, corrigindo desvios.
     
    O Sintracon-SP passou a ter grande influência no meio sindical sendo, hoje, extremamente conhecido e permanentemente consultado sobre os destinos da Nação. Afinal, trata-se de um dos maiores sindicatos da América Latina.
     
    Por seu trabalho, Ramalho ganhou notoriedade, a ponto de receber, por indicação do vereador Cláudio Prado, uma láurea que poucos possuem: o título de Cidadão Paulistano, motivo de orgulho e que coroa sua trajetória de lutas.
     
    Vale ressaltar que a proposição de Cláudio Prado foi aprovada pela unanimidade dos vereadores daquela que é uma das cinco maiores metrópoles do mundo.
     
    Recebeu outros vários prêmios:
     
    . Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho, concedida pelo presidente do Tribunal Superior do Trabalho, Almir Pazzianotto Pinto;
     
    . Membro da OPB – Ordem dos Parlamentares do Brasil;
     
    . Título da Grã-Cruz da Ordem “do Mérito Cívico e Cultural”, outorgado pela Sociedade Brasileira de Heráldica e Humanística;
     
    . Destaque do ano da Promoção da Segurança e Saúde do Trabalhador;
     
    . Amigo do Advogado, título recebido da Ordem dos Advogados do Brasil da 117ª Subsecção, de Barueri.
     
    . Personalidade do Ano – SECONCI-SP (2013)
     
    Criador do sindicalismo cidadão, Ramalho concentra os esforços do Sindicato por ele liderado não só para a melhoria de qualidade de vida da categoria, mas, também, no sentido de buscar avanços significativos para as comunidades que integram a Capital paulista, facilitando acesso às autoridades na busca de melhoramentos sociais como água, esgoto, creches, escolas, canalização de córregos, segurança e saúde.
     
    Por sua batalha em prol da vida nos canteiros de obras, o paraibano de Conceição do Piancó foi homenageado pelo Sindicato dos Técnicos de Segurança do Estado de São Paulo (Sintesp), com o prêmio “Sindicalista Destaque de 2009 na Promoção da Segurança e Saúde do Trabalhador”.
     
    Nas eleições para deputado estadual, ocorridas no ano de 2006, Ramalho foi candidato e obteve 32.996 votos, sendo eleito 3º Suplente de Deputado. Já no pleito de 2010, com mais de 63 mil votos, elegeu-se 1º suplente do PSDB.
     
    No PSDB, o paraibano de Conceição de Piancó vem tendo o seu trabalho reconhecido: é membro da Executiva de São Paulo, secretário nacional de relações sindicais do partido e presidente do Núcleo Sindical Nacional peessedebista.  
     
    Apesar de tantas lutas e vitórias o Ramalho confessa que a maior de todas foi contra o câncer nos períodos de 2007 a 2009.
     
    Hoje, 100% curado, ele continua empenhando esforços para que o povo menos favorecido tenha voz e vez no cenário político brasileiro e principalmente na defesa de propostas como: melhor distribuição de renda, emprego com carteira assinada, moradia digna, transporte, educação, segurança, saúde e lazer.
     
    Em 1º de janeiro de 2013, Ramalho assumiu uma cadeira como deputado estadual pelo PSDB de São Paulo na Assembleia Legislativa.
     
    No dia 5 de outubro, com mais de 80 mil votos, Ramalho da Construção foi reeleito deputado estadual pelo PSDB-SP.
  • SINTRACON-SP
  • Sindicato dos trabalhadores nas
  • Industrias da Construção Civil de São Paulo
  • Rua Conde de Sarzedas,286
  • CEP:01512-000
  • Centro-São Paulo-SP
  • Fone: 11 3388-4800
  • Fax: 11 3207-4921
  • contato@sintraconsp.org.br