sintracon - sp
  • Histórias que se confundem com o Sintracon-SP
  • 21/08/2017 – Assessoria de Imprensa
  • Nos 80 anos de existência do Sintracon-SP (Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Civil de São Paulo, temos dois sócios que literalmente acompanham mais da metade da história da entidade. Aldario Gomes dos Santos e José Batista Alves, hoje aposentados, são os exemplos de guerreiros que constroem o País com muita luta, qualidade e competência.
     
    Para o presidente do Sintracon-SP, Ramalho da Construção, a dupla é exemplo de trabalho e comprometimento com o setor. “É emocionante ver companheiros com tantos anos de relacionamento com o Sintracon-SP. Os dois são exemplos a serem seguidos e quando conhecemos as suas histórias temos a certeza que com profissionalismo e empenho podemos realizar muitas coisas em nossas vidas”, relata o presidente.
     
     
    Aldario: “Caí do nono andar e sobrevivi”
     
    Aldario (da primeira foto), 86 anos, é sócio há 51 e aposentou-se como servente de pedreiro. Sua história, de fato, é preenchida por batalhas e sofrimentos. Contudo, para ele, isso nunca foi motivo para tirar o sorriso do rosto.
     
    “Trabalhei na roça por muito tempo em Alagoas. Passei por diversas situações difíceis na vida, mas sempre alegre por viver com saúde”, conta o companheiro.
     
    Aldario agradece todos os dias por estar vivo. O motivo? Ele renasceu. Em 1966, Aldario caiu do nono andar enquanto trabalhava em uma obra na rua 25 de Março. Ninguém sabia, mas ele sofria de ataques epiléticos. Por medo de perder o emprego e não haver mais possibilidade de sustentar seus seis filhos, ele escondeu a doença de seu chefe.
     
    “Eu sabia que não podia trabalhar em obras com esse problema. Portanto, escondi do meu superior. Eu só pensava em sustentar meus filhos, por isso decidi arriscar a minha vida trabalhando”, relata.
     
     
    José: “O sindicato faz o trabalho do governo”
     
    José (da segunda foto), tem 90 anos e exibe com orgulho sua primeira carteirinha de sócio do sindicato, são 47 anos de contribuição. Na construção civil, ele começou como servente e aposentou-se há 30 anos como pedreiro. Desde que ingressou na categoria, é associado ao Sintracon-SP. “Não deixo de ser sócio porque o sindicato faz o trabalho do governo. De vez em quando, os hospitais públicos ficam muito cheios. Então, venho ao sindicato para receber o auxílio médico”, conclui José.

     

     
  • SINTRACON-SP
  • Sindicato dos trabalhadores nas
  • Industrias da Construção Civil de São Paulo
  • Rua Conde de Sarzedas,286
  • CEP:01512-000
  • Centro-São Paulo-SP
  • Fone: 11 3388-4800
  • Fax: 11 3207-4921
  • contato@sintraconsp.org.br