sintracon - sp
  • Plano Progredir é apresentado no Sintracon-SP
  • 24/11/2017 - Assessoria de Imprensa
  • O presidente do Sintracon-SP, Ramalho da Construção, recebeu no auditório do sindicato, nesta  sexta-feira, 24, dois representantes do Ministério do Desenvolvimento Social, Ellen Oliveira (coordenadora geral de articulação institucional) e Vitor Faccioni (diretor da SISP-MDS – Secretaria de Inclusão Social e Produtiva do Ministério). O intuito foi apresentar para empresários, representantes sindicais e convidados a missão do Plano Progredir.
     
    O Plano Progredir visa promover a autonomia das famílias inscritas no Cadastro Único (com renda per capita de até ½ salário mínimo – R$ 463,50), por meio da geração de emprego e renda.
     
    Ramalho da Construção vê o programa como fundamental para a consolidação das famílias de baixa renda no mundo de trabalho: “O programa é muito interessante e necessário. Ele faz a intermediação de mão de obra, servindo de ferramenta para a elaboração de currículos, além de oferecer cursos profissionalizantes e incentivar o empreendedorismo para essas pessoas. Essa medida faz com que as famílias deixem de viver do assistencialismo e façam parte da cadeia produtiva”, analisou o presidente.
     
    Segundo o ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, o Plano atua em três eixos: qualificação profissional; empreendedorismo e intermediação de mão de obra. Uma demonstração clara, que vai além do assistencialismo.
     
    “Ninguém pode passar fome, mas o Bolsa Família não deve ser um projeto de vida”, afirmou o Ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra.
     
    Divulgação
     
    Com a finalidade de compartilhar as informações do programa, os representantes do Ministério do Desenvolvimento Social viajam o País e fazem palestras em entidades sindicais, sejam elas patronais ou representantes da classe trabalhadora.
     
    “Acreditamos que essa é a melhor estratégia de comunicação: apresentamos o plano para as entidades e elas distribuem as informações aos trabalhadores”, explicou o Diretor da SISP-MDS, Vitor Faccioni.  
     
    Estabilidade
     
    Os beneficiários do Bolsa Família, mesmo depois de entrarem no mercado de trabalho, continuarão recebendo o benefício por dois anos. O intuito do programa é evitar o amedrontamento das famílias em perder a bolsa e, posteriormente, o emprego.
     
    13,6 milhões de famílias
     
    Em 2017, a previsão de pagamento do Bolsa Família foi direcionado para 13,6 milhões de famílias, beneficiando cerca de 45,8 milhões de pessoas. Recebem por mês R$ 178,44 com variação de acordo com o número de membros da família.
     
    O Bolsa família beneficia famílias extremamente pobres (renda per capita mensal de até R$ 85,00 e pobres (renda per capita mensal entre R$ 85,01 e R$ 170,00.
     
    Segundo o secretário-executivo do Ministério do Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame, em entrevista ao Portal G1 (27 /09/2017), o limite do empréstimo por pessoa, para empreendedorismo dentro do Programa Progredir, será de R$ 15 mil, porém, o tíquete médio do microcrédito no Brasil fica na faixa de R$ 1,5 mil por financiamento.

     

     

    PROGRAMA PROGREDIR 01
     
    PROGRAMA PROGREDIR 02
     
    PROGRAMA PROGREDIR 04
     
    PROGRAMA PROGREDIR 05
     
     

     

     

     

  • SINTRACON-SP
  • Sindicato dos trabalhadores nas
  • Industrias da Construção Civil de São Paulo
  • Rua Conde de Sarzedas,286
  • CEP:01512-000
  • Centro-São Paulo-SP
  • Fone: 11 3388-4800
  • Fax: 11 3207-4921
  • contato@sintraconsp.org.br