sintracon - sp
  • Medida Provisória 808 caduca
  • 10/05/2018 - Artigo
  • Com índices de impopularidades batendo recordes atrás de recordes, o presidente Michel Temer insiste em disputar as eleições de 2018. Quer novamente envergar a faixa verde e amarela e, por mais quatro anos, continuar acabando com as esperanças do povo brasileiro.
     
    Terceirização, reforma trabalhista, reforma da Previdência (momentaneamente abortada), desemprego perto de 14 milhões de pessoas, arrocho salarial e insolvência financeira do País fazem parte do currículo de Sua Majestade, que desenvolve uma política neoliberal onde só as elites têm voz e vez.
     
    O último golpe de Michel ocorreu no último 23 de abril, quando, com suas costumeiras filigranas de bastidores, deixou caducar a Medida Provisória 808, que altera pontos da reforma trabalhista sancionada em novembro último. Naquela data, venceu o prazo para a MP ser apreciada pela Comissão Mista (deputados e senadores).
     
    A consequência da manobra é o risco de não se reestabelecer ao menos alguns dos direitos trabalhistas perdidos com a sanção da reforma, entre eles a permissão para mulheres grávidas e lactantes trabalharem em locais insalubres. Outra, o trabalho intermitente, uma desgraça nas relações entre o capital e o trabalho.
     
    Havia compromisso de Temer, junto às centrais trabalhistas, de aprovar a MP 808. Mas, como sempre, o presidente refugou, principalmente porque diálogo não é seu forte.
     
    Pelo jeito, justiça a Michel Temer será feita nas urnas.
     
     

    Ramalho da Construção

    Presidente do Sintracon-SP
  • SINTRACON-SP
  • Sindicato dos trabalhadores nas
  • Industrias da Construção Civil de São Paulo
  • Rua Conde de Sarzedas,286
  • CEP:01512-000
  • Centro-São Paulo-SP
  • Fone: 11 3388-4800
  • Fax: 11 3207-4921
  • contato@sintraconsp.org.br