69 trabalhadores se associam ao sindicato na manhã desta segunda-feira

O mês no Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Civil de São Paulo começou em ritmo acelerado. Na manhã desta segunda-feira (01), 69 operários se sindicalizaram à entidade, em três diferentes canteiros de obras da capital paulista.

Os diretores, acompanhados dos assessores do Departamento de Base do Sintracon-SP, assim como todos os dias, visitaram algumas obras para verificar a condição de trabalho dos operários. Durante as visitações, eles realizaram assembleias com o intuito de conscientizarem o exercício da sindicalização.

Na obra da construtora Cury, que fica localizada na Avenida Luiz Inácio de Anhaia Melo, 4659, por exemplo, 34 novos companheiros solicitaram o ingresso ao quadro de sócios do sindicato. Os assessores Luiz Carlos e Thais, liderados pelo diretor Ramalho Junior, atenderam todos os companheiros e concluíram o processo de sindicalização.

Na obra da construtora Augusto Veloso (Rua Cotoxô, 1141 – Pompéia), por sua vez, os assessores Doralice e Adilson, comandados pelo diretor Atevaldo Leitão, conscientizaram 25 trabalhadores, que, de imediato, tornaram-se sócios do Sintracon-SP. Já na obra da construtora VNW, localizada no extremo leste, na Rua Grapira, 277 – Vila Curuçá, foram realizados 10 sócios através da equipe da diretora Josileide Neri e dos assessores Geraldo e Vanessa.

Segundo Ramalho da Construção, presidente do sindicato e líder da categoria, a associação à entidade é fundamental e acessível para todos os trabalhadores da construção civil.

“Com apenas R$ 35,00, o sócio, além de dar força ao sindicato e, consequentemente, a categoria, ele usufrui de diversos benefícios e descontos que oferecemos. Temos descontos em farmácias, escolas, universidades, clínicas, agências de viagens e muito mais”, comenta Ramalho.

“Para se tornar sócio é fácil. Nossas equipes visitam os canteiros de obras e oferecem o cadastro ao nosso quadro de sócios. Caso as nossas equipes não consigam comparecer em sua obra, companheiro, compareça na sede do sindicato, que fica na Rua Conde de Sarzedas, 286 – Centro, com seus documentos de identidade, carteira de trabalho e comprovante de residência, e se sindicalize”, conclui o presidente.

siga-nos