Audiência pública: Sindicalistas debatem financiamento sindical

As Centrais Sindicais debateram ontem (dia 30), em audiência pública da Comissão Especial criada na Câmara dos Deputados, a regulamentação do financiamento sindical. O objetivo da Comissão é elaborar um projeto de lei que resolva, em definitivo, a questão das contribuições aos Sindicatos.

“Acredito que vamos conseguir formular uma lei, que tenha a aprovação dos trabalhadores, visando garantir o aumento da representatividade e do poder do movimento sindical”, declara o deputado Paulo Pereira da Silva, Paulinho da Força (Solidariedade-SP), presidente da comissão. O deputado Adalberto Galvão, Bebeto (PSB-BA), é o relator.

Esta audiência pública foi a primeira a ser realizada fora de Brasília, segundo o deputado Paulinho, que demonstrou satisfação com a participação maciça de centenas de dirigentes sindicais de diversas categorias. A Comissão ouviu, também, a opinião de representantes do Ministério Público do Trabalho, da Justiça do Trabalho e da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Os representantes das Centrais defenderam a regulamentação da contribuição assistencial. João Carlos Gonçalves, Juruna, secretário-geral da Força Sindical, destacou que os sindicalistas sabem que não basta seguir o rumo certo. “Precisa ter infraestrutura -carros de som e panfletos, além de bons advogados e bons economistas. A unicidade nas bases e o financiamento sindical feito pelos próprios trabalhadores garantem a autonomia das categorias”, afirma Juruna.

Na audiência, Paulinho deixou claro que pretende estabelecer regras claras para manter a saúde dos Sindicatos. Para Antonio de Sousa Ramalho, presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil de São Paulo, é importante resolver a situação de uma vez por todas, com regras claras para que o trabalhador tenha certeza de que os recursos são bem aplicados.

Fonte: http://www.fsindical.org.br/forca/audiencia-publica-sindicalistas-debatem-financiamento-sindical

siga-nos