Confira quanto ganhar na aposentadoria

Os segurados que não querem esperar mais para pedir a aposentadoria e já completaram o prazo mínimo de pagamentos para o INSS (30 anos para as mulheres e 35 anos, no caso dos homens) já podem se aposentar por tempo de contribuição com o fator previdenciário.
Apesar de não ter idade mínima para fazer o pedido, o desconto do fator pode chegar a 40% e requer atenção. Para ajudar o contribuinte, o DIÁRIO mostra na arte ao lado quanto é possível receber se optar por este tipo de aposentadoria, para diversos perfis. Foram considerados apenas os trabalhadores que não atingiram os requisitos da fórmula 85/95, pois nesses casos, não há o desconto do fator.
Para o cálculo do valor do benefício com o fator, o INSS considera as 80% maiores contribuições feitas pelo segurado a partir de julho de 1994, chamada de média salarial. Depois, aplica o índice do fator, que varia conforme a idade e o tempo de contribuição. Quanto mais velho e com mais pagamentos, menor será o desconto.
Um segurado com 35 anos de pagamentos ao INSS e 55 de idade tem fator 0,695, ou seja, seu desconto será de quase 30%. Com uma média salarial de R$ 1.500, ele se aposentaria com R$ 1.042,17, recebendo R$ 457,83 a menos todos os meses. Se tivesse os mesmos 55 anos de idade, mas com mais tempo de contribuição, 38 anos, seu benefício seria de R$ 1.137,84, com um fator de 0,759
ESPERA
Agora, se o segurado estiver perto de completar, na soma da idade com o tempo de pagamento, a pontuação 85 para mulher ou 95 para o homem, compensa esperar para se aposentar sem o desconto do fator. Agora, para quem não quiser ou puder esperar, o advogado Theodoro Vicente Agostinho aconselha a ter atenção à data em que será feito o pedido. Se está próximo do aniversário, compensa esperar a mudança na idade para aumentar o fator e ter um desconto menor na aposentadoria. A tabela do fator muda os anos, em dezembro, conforme a expectativa de vida dos brasileiros. Quanto mais vivemos, maior fica o desconto.
Outro cuidado que deve ser lembrado e considerado antes de pedir a aposentadoria pelo fator, explica o advogado, é que os benefícios perdem o poder de compra com o passar dos anos, já que o salário mínimo e os benefícios acima do peso têm correções diferentes.

1112

Fonte: Jornal Diário de São Paulo

 

 

 

siga-nos