Construção civil fecha 14 mil vagas em fevereiro

Em pesquisa realizada pelo Sinduscon-SP (Sindicato da Construção de São Paulo) e a FGV (Fundação Getúlio Vargas), foi registrado, nesta terça-feira, 18 de abril, que o setor da construção fechou 14 mil vagas em fevereiro, considerando todo território brasileiro. 

 

O presidente do Sintracon-SP (Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Civil de São Paulo), Ramalho da Construção, lamenta a situação econômica do país, embora continue lutando para melhorar as condições do setor.

 

“É muito triste ver diversos trabalhadores perdendo seus empregos em um momento de crise no País. Nós, do Sintracon-SP, estamos fazendo de tudo para manter esses operários no mercado de trabalho. Sobretudo, prometemos que iremos continuar na luta para reverter este cenário negativo”, afirma  o sindicalista Ramalho.

 

Números

 

Em comparação com fevereiro de 2016, o número de trabalhadores empregados na construção civil diminuiu 13,95%. Em todo o cenário brasileiro, apenas a região Sul registrou aumento no número de vagas: 0,44%.

 

Entretanto, no Norte, foi constatada a maior retração coletiva: (1,95%), seguido do Nordeste (0,82%), do Sudeste (0,71%), e do Centro-oeste (0,07%).

 

São Paulo registrou o terceiro maior recuo do Sudeste (0,66%), número menor que o do Espirito Santo, que teve a maior queda (2,14%) e do Rio de Janeiro (0,99%).

 

siga-nos