Construção vai perder 750 mil empregos até dezembro deste ano

– As demissões em canteiros de obras no País somaram mais de 366 mil postos de trabalho em 12 meses, e devem fechar 2015 com pelo menos 750 mil demissões no biênio 2014/2015, disse ontem o Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP).
Em maio, o nível do emprego no setor caiu 1,14% sobre abril. O saldo entre demissões e contratações ficou negativo em 36,7 mil trabalhadores, sendo a oitava retração mensal consecutiva. Nos primeiros cinco meses o saldo negativo chega a 126,9 mil vagas, queda de 3,83% sobre dezembro. Para o presidente do SindusCon-SP, José Romeu Ferraz Neto, a indústria da construção precisa urgentemente de estímulo para reverter o cenário. “Por isso, nesse momento, o pior que pode acontecer é a redução da desoneração da folha de pagamentos do setor. Onerar a indústria da construção com aumento de 125% da Contribuição Previdenciária sobre a Renda Bruta é um contrassenso total”, disse o executivo, lembrando que atrasos em pagamentos por parte do governo também complicam a situação atual.

Fonte: Jornal DCI-  Data:26.06.2015

siga-nos