De janeiro a maio, houve alta de 6% nas vendas de material de construção

A notícia é boa. Segundo a Agência Brasil, o varejo do material de construção registrou alta de 6% nas vendas, de janeiro a maio desse ano.
Tal estatística foi feita com base em balanço feito pela Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção (Anamaco). Em maio, o crescimento foi 5% em comparação com o mês anterior. 
“Apesar da melhora, o setor ainda registra (-6%) no acumulado dos últimos 12 meses”, comenta o sindicalista e deputado estadual pelo PSDB-SP, Ramalho da Construção. E complementa:
“É difícil para o setor cobrir uma lacuna de dois anos de retração econômica. Portanto, os dados precisam ser mais estudados do que comemorados”,
Para o presidente da Anamaco, Cláudio Conz, a recuperação do setor foi influenciada pela liberação das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço.
“Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e a Pesquisa Mensal do Comércio, dos R$ 5,5 bilhões liberados em março, mais de R$ 594 milhões (cerca de 22,4% do total) foram gastos em reformas e ampliação de moradias, o que teve uma influência positiva nas nossas vendas”, conclui Ramalho da Construção.

 

 

siga-nos