Dilma, a exagerada!

Precisamos reconhecer. Quando o assunto é tragédia e desgoverno, o governo de Dilma Roussef capricha.
A presidenta é radical. Segue à risca o conselho de Machado de Assis: “Melhor cair das nuvens do que do terceiro andar”. Só que o grande Machado, em sua frase, falava de sonhos e não de pesadelos…
Vamos ao PIB brasileiro, que representa a soma de todas as riquezas do País. Vai descendo a ladeira sem freios, um tanto quanto desembestado.
Segundo o IBGE, a atividade econômica teve queda de 1,7% entre julho e setembro.
Como diz a colunista Thais Herédia, no G1, “o consumo das famílias, produção industrial e construção civil estão todos embalados na queda, um empurrando o outro para baixo…”
Tudo indica que o PIB deverá superar a barreira dos 4% negativos em 2015. Trata-se de um recorde que só poderá ser quebrado em 2016.
Mas eu dizia que Dilma é o exagero, a hipérbole de tudo o -que possa ser desastroso.
Seu governo não se preocupa com meras enchentes.
Convencida que é melhor cair das nuvens, a administração de Dilma já vai logo para o trágico, ou seja, por falta de fiscalização mínima, permite o rompimento de barragens como a do Fundão, causando o maior impacto ambiental da história do Brasil.
Em termos de escândalos, Roussef também se supera. A Operação Lava Jato, entre tantas outras, vai desnudando o PT que, em sua trajetória, sempre posou de santo de vitral.
Os desmandos são tão sérios, tão evidentes, que recente pesquisa Datafolha apontou a corrupção como o principal objeto de preocupação para a maioria (34%) dos brasileiros entrevistados.
E jamais os trabalhadores foram tão ameaçados em seus direitos e conquistas como nos tempos do PT de Dilma.
É muito zelo na paulatina desconstrução de um País tão generoso.
Termino citando o velho e excelente Machado de Assis.
Quem lê seu formidável Dom Casmurro, fica em dúvida se Capitu traiu ou não traiu Bentinho.
Também aí Dilma Capitu se supera. Todo mundo sabe que ela traiu sim o povo brasileiro!

Ramalho da Construção
Sindicalista e deputado estadual pelo PSDB SP

 

siga-nos