Dilma afirma que será difícil atingir meta de moradias

A presidente Dilma Rousseff reconheceu ontem que o governo federal terá dificuldade e precisará “suar a camisa” para entregar mais três milhões de moradias prometidas para a terceira etapa do programa Minha Casa Minha Vida.
“Vamos deixar contratadas mais três milhões de moradias. Vai ser difícil fazer as três milhões, mas nós vamos suar a camiseta para fazê-las. Eu não digo que todas vão estar prontas, mas vão estar contratadas” , afirmou a petista, na entrega de 1.948 imóveis do programa em Campina Grande (PB).
Dilma lançou a terceira etapa do programa habitacional com a promessa de construção de três milhões de unidades, em junho do ano passado.
Na primeira fase do programa, foram entregues um milhão de unidades habitacionais. Na segunda, foram mais 2,75 milhões de casas.
“Estamos ao lado daqueles que mais precisam no Brasil. Nós usamos uma parte dos impostos para garantir que as pessoas tenham acesso à moradia. O governo federal, ao escolher onde gasta escolheu o Minha Casa, Minha Vida e, com imensa dificuldade, vamos fazer todo o esforço para contratar mais moradias para a população.”
Ainda ontem, Dilma defendeu que o governo busque novas formas de arrecadação para evitar que o país entre em “retrocesso”.
Dilma falou que programas sociais como o Bolsa Família, o Minha Casa Minha Vida, o Prouni e o Mais Médicos não serão cortados.

Fonte: Jornal Agora 5 de Setembro de 2015.

siga-nos