Em dia de votações nas obras da Tenda, trabalhadores escolhem vale-alimentação

Diferentemente de todos os modelos eleitorais realizados pelo Sintracon-SP até então, nesta quinta-feira (08), foram realizadas votações em três canteiros distintos no mesmo dia. E, como já esperado pela entidade sindical, o vale-alimentação foi escolhido em todas as obras da construtora Tenda através do processo de votação nominal feito com os trabalhadores.

Agora, a Tenda soma quatro canteiros no qual o vale supermercado foi implantado. Ontem, a votação foi realizada em uma obra localizada no Jardim Boa Vista. Hoje, por sua vez, o processo aconteceu nos canteiros localizados no Jardim Matarazzo, Jaraguá e Pirituba.

Números

A primeira obra visitada pelas equipes do Sintracon-SP foi a do Jardim Matarazzo, localizada na Rua Ricardo Butatello, 720. Lá, dos 91 votantes, 78 escolheram o vale-alimentação. Apenas 13 votaram pela permanência do bandejão.

De acordo com o presidente do Sintracon-SP, Ramalho da Construção, a diferença dos votos reflete na questão da qualidade das refeições servidas aos funcionários: “Indiscutivelmente, na opinião dos trabalhadores, é preferível levar a comida de casa, pois, dessa forma, a qualidade da alimentação é garantida todos os dias, sem exceção”, comenta.

A segunda votação aconteceu na Rua Saveiro Valente, 615, onde 53 votantes escolheram o vale-alimentação e, apenas 7, o bandejão. A terceira, e última, foi realizada na Avenida Raimundo de Magalhães, 10.735. Neste canteiro 68% dos operários optaram pela implantação do ticket.

Sindicalização

Os diretores e assessores do Departamento de Base do sindicato realizaram, durante as votações nos três canteiros de obras, mais de 40 sócios.

“O número de trabalhadores que se associam ao sindicato não para de crescer. Eles pedem para se sindicalizarem, pois veem nosso trabalho sendo realizado com muita competência e dedicação. Além disso, confiam na gente para a consolidação de seus direitos e benefícios. Muito obrigado a todos pela confiança. Vamos continuar juntos na luta”, finaliza o presidente Ramalho da Construção. 

 

siga-nos