Fernando Haddad é o pior prefeito do Brasil

Pesquisas atrás de pesquisas apontam Fernando Haddad como o pior prefeito do Brasil.
O paulistano está insatisfeito com seu administrador que, de prático, nada faz. Aliás, cumpriu muito pouco do que prometeu em sua campanha.
Mas quais atitudes de Haddad colaboraram para tanta rejeição. Vamos a algumas delas:
. Em meio à crise hídrica, Haddad liberou construção de moradias populares em área de mananciais;
. Uma Auditoria apontou desvio de imóveis do Minha Casa em São Paulo;
. Privilégios dados ao MTST em detrimento de outros segmentos da sociedade;
. Prefeitura de SP entregou 20% do Minha Casa aos sem-teto. Ou seja, militantes petistas têm preferência;
. Bandeiras do PT foram por diversas vezes penduradas no prédio da Prefeitura de São Paulo;
. Instalação das piores ciclovias do mundo, com obras sem qualquer projeto definido e de péssima qualidade;
. Invasão de terrenos municipais foi recorde na gestão do prefeito Haddad. São, normalmente, áreas reservadas para praças e jardins;
. O prefeito trapalhão promoveu, como no caso das ciclovias, a proliferação indiscriminada de faixas exclusivas de ônibus, arrasando o trânsito paulistano;
. Basta passear de carro pelas ruas da cidade para ter a certeza de que nunca antes surgiram tantos barracos e acampamentos, o que denota falta de uma política de assistência e moradia;
. Com o fim do Controlar por Haddad, a emissão de monóxido de carbono voltou a subir em escala geométrica;
. Haddad incentiva ocupações ilegais, normalmente feitas por grupos simpáticos ao seu partido, o PT;
. O prefeito faz vistas grossas a desenfreadas ocupações de áreas de mananciais, indo na contramão das preocupações mundiais para com a preservação do meio ambiente;
. Reduziu a velocidade dos carros e aumentos em 57,5% o número de radares, criando a indústria da multa;
. Haddad não construiu nenhum hospital. Das Unidades Básicas de Saúde, só efetivou 10% do que prometeu. Só 5% dos CEUS foram entregues;. Os alimentos entregues pela Prefeitura às creches são de qualidade altamente duvidosa.Por enquanto, paro por aí. Mas, prometo, a série de negligências de Haddad vai continuar sendo apontada por mim. É aguardar por novos (e intermináveis) capítulos.Ramalho da Construção
Sindicalista e deputado estadual pelo PSDB-SP

siga-nos