Governo desiste da votação da Previdência

O governo neoliberal de Michel Temer sofreu sua primeira e expressiva derrota. Teve de suspender a tramitação da reforma da previdência, que faria com que os trabalhadores só se aposentassem na próxima encarnação.
 
Espertamente, o governo mudou de foco, colocando em prática a intervenção federal no Rio de Janeiro, em nome do combate à violência. Com este ato, inviabilizou constitucionalmente a colocação, no Congresso e no Senado, da votação da Previdência.
 
A verdade, todavia, é que os donos do País não possuíam votos suficientes para aprovar a catastrófica medida. E porque não tinham? Especialmente em razão do movimento sindical, que botou a boca no trombone e conscientizou a sociedade, com greves e diversos outros tipos de manifestação.
 
Que o sindicalismo saiba a força que tem. E jamais se desmobilize!
 
Ramalho da Construção
Sindicalista e deputado estadual pelo PSDB-SP

 

 

siga-nos