Mais de 17 mil homologações são agendadas no Sintracon-SP

De acordo com o Departamento de Homologação do Sintracon-SP (Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Civil de São Paulo), 17.394 homologações foram agendadas no primeiro semestre deste ano. Com a aprovação da reforma trabalhista, este procedimento pode deixar de ser realizado no sindicato.
 
O presidente do Sintracon-SP, Ramalho da Construção, destaca a necessidade de haver um sindicato que lute pela consolidação dos direitos dos trabalhadores no ato da homologação, para que nenhuma verba seja omitida.
 
“Milhares de trabalhadores passaram pelo nosso departamento e tiveram tudo pago. Realizamos negociações justas, os operários receberam todos os direitos. Agora, com a aprovação da reforma trabalhista, que nos tira este dever de negociar a rescisão do trabalhador, muitos empregadores podem se aproveitar da situação e não pagar toda a verba. Isso será perigoso”, alerta Ramalho.
 
Posição
 
As Centrais Sindicais se reuniram, na quinta-feira, 20, com o presidente da República, Michel Temer, para solicitar a criação de uma Medida Provisória que revê a situação do trabalho intermitente, do trabalho insalubre para grávidas, e, também, como ficará a representação sindical em empresas com mais de 10 funcionários.
 
Homologações
 
No primeiro semestre de 2016, 21.155 homologações foram agendadas, incluindo os processos realizados na subsede do sindicato, em Taboão da Serra. Neste ano, o número de processos aumentou 3.761.

siga-nos