MÊS DA MULHER -Ciclo de palestras têm início no Sintracon-SP

O Sintracon-SP (Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Civil de São Paulo) homenageou, nesta sexta-feira, 10, as sócias, esposas dos associados do sindicato, além de mulheres das comunidades de São Paulo, com palestra de conscientização, testes clínicos rápidos (glicemia e pressão), maquiagem, dança do ventre e um café da manhã especial.
Para o presidente do Sintracon-SP, Antonio de Sousa Ramalho, o Ramalho da Construção, o evento foi excelente e serviu para acentuar a relevância das questões femininas que são pouco discutidas no ambiente social.
“Assuntos como violência doméstica, espaço da mulher no mercado de trabalho e os direitos das mulheres na sociedade quase não são discutidos. A nossa intenção, no entanto, é dar visibilidade para essas questões e instruir as mulheres com especialistas sobre cada caso específico”, relatou Ramalho.
 
Dança
A professora de dança e ginástica do Sintracon-SP, Carla Cristina, iniciou o primeiro dia do evento animando as convidadas com uma apresentação de dança do ventre. Vestida a caráter e ao som do ritmo oriental, a professora arrancou aplausos das mulheres presentes.
 
Palestra
A gerente do Departamento de Base -que realiza verificação nos canteiros de obras, Ana Paula Tavares, abordou um tema que é pouco discutido na sociedade, porém necessário: a violência doméstica contra a mulher. Na abordagem, Ana Paula destacou a importância da coragem das mulheres para denunciarem qualquer tipo de violência.
“Muitas pessoas acreditam que só existe um tipo de violência: a física. Além dela, existe, também, a verbal e a financeira, que geralmente são a porta de entrada para a violência física e até o homicídio. Sentir dó ou medo de denunciar o companheiro ou qualquer homem na delegacia é errado. Denunciem”, discursou Ana.
 
Exames médicos
A equipe médica do sindicato, composta pelo clínico-geral Sumio Egawa e a enfermeira Raimunda de Santana, aferiu a pressão e realizou o exame de glicemia das sócias presentes.
Raimunda Silva, 73 anos, é sócia do sindicato há 40 e elogiou a iniciativa da Presidência e da Diretoria do Sintracon-SP em abrir espaço para debates sobre assuntos do universo feminino.
“Todo reconhecimento é bem-vindo. Sempre venho aos eventos do sindicato, mas dessa vez eu me surpreendi com a proposta. Espero voltar em outra sexta-feira para escutar os palestrantes novamente”, contou a sócia.
 
Café da Manhã
A apresentação do evento ficou a cargo da segunda secretária do Sintracon-SP, Josileide Neri de Oliveira, a Josi, que convidou as mulheres para se servirem do café da manhã que contou com pães, bolos, salgados e sucos.
 
Maquiagem
As Consultoras Mary Kay, no encerramento do evento, disponibilizaram uma mesa com diversos produtos da marca para serem usados pelas mulheres presentes sem custo algum.
mulher 1 
Raimunda Silva, 73 anos, é sócia do sindicato há 40 e elogiou a iniciativa da Presidência
mulher 2
Participaram do evento sócias, esposas dos associados, além de mulheres das comunidades 
mulher 5
A professora de dança e ginástica do Sintracon-SP, Carla Cristina apresentou a dança do ventre
mulher 6
Ana Paula Tavares: “Muitas pessoas acreditam que só existe um tipo de violência: a física”
mulher 7
mosaico

siga-nos