NOVEMBRO AZUL – Saldo da campanha do Sintracon-SP foi positivo

08-12-2016 – Assessoria de Comunicação


O Sintracon-SP – Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Civil de São Paulo fez a sua parte na Campanha Novembro Azul. Com a orientação do presidente Antonio de Sousa Ramalho, o Ramalho da Construção, foi elaborado um folheto com informações sobre o segundo tipo de câncer mais diagnosticado entre homens no Brasil: o da próstata.


“Diversos  associados do Sintracon-SP, além dos trabalhadores da Construção Civil receberam informações sobre a importância do diagnóstico precoce. Elaboramos uma mini cartilha com dicas de prevenção o que ajuda a observar possíveis alterações na próstata. O assunto tem que ser tratado com seriedade, pois com saúde não se deixa para depois. Ao menor sinal de anormalidades o médico deve ser procurado”, reforça o presidente.


A resistência

O exame não deve ser realizado somente no mês de novembro, quando acontece a campanha. Um dos grandes dilemas está por conta do preconceito na realização do exame e a prevenção deve ser uma preocupação constante.


Mas os números são alarmantes, pois um a cada seis homens têm a doença e, nem sempre procuram o médico, pois ficam com receio do exame de toque retal. Muitos desconhecem que há outros métodos para verificar a possililidade do desenvolmento do câncer na próstata. 


Além do exame de toque pode-se acompanhar possíveis anomalias pela análise do nível de PSA -Antígeno Prostático Específico, feito pela coleta de sangue venoso, e ainda ter o auxílo de diagnóstico por imagem.


Cura

Os sintomas não são evidentes no primeiro estágio da doença. As manifestações do corpo começam a aparecer durante a fase avançada. Por isso, é de suma importância realizar os exames antes dos sintomas surgirem. Os doentes de câncer, durante a fase avançada, sentem dores ao urinar, dores ósseas, têm o fluxo urinário fraco ou interrompido, e percebem a presença de sangue na urina e no sêmen. Segundo o Inca (Instituto Nacional do Câncer), o câncer de próstata tem 90% de chances de cura, se descoberto precocemente, e cerca de 70 mil novos casos são descobertos por ano.

siga-nos