Operários da CDG conversam com o presidente do Sintracon-SP

Os operários da CDG Construtora, do canteiro de obras da avenida Marques de São Vicente, Barra Funda, estiveram reunidos na manhã desta terça-feira, 31 de janeiro, com o presidente do Sintracon-SP (Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil de São Paulo), Antonio de Sousa Ramalho, o Ramalho da Construção.
 
A ação faz parte do projeto Sindicato Cidadão, que tem como objetivo aproximar o trabalhador da entidade e conhecer as ações que o Sintracon-SP desenvolve em benefício da categoria.
 
O presidente Ramalho da Construção abordou diversos temas com os operários de maneira descontraída. A conversa foi desde a importância do fortalecimento do sindicato, eleições da nova diretoria, até aspectos da atual economia do País, que preocupa a todos.
 
“Nos dia 8, 9 e 10 de fevereiro teremos as eleições do sindicato. Tivemos a inscrição de apenas uma chapa e fizemos alterações na nova composição da diretoria. Nestes dias as urnas estarão indo até os canteiros de obras coletando os votos dos nossos associados”, orientou o presidente.

 

 

 

Trabalho social
 
A obra da Barra Funda tem 27 andares, sendo cinco de estacionamento. Estão sendo erguidas salas comerciais e empregando 105 operários. Deste total, 40 trabalhadores chamaram a atenção do presidente.
 
“Roberto Gambardella, um dos responsáveis pela obra, comentou que a CDG contratou 40 presidiários dentro de um programa de reeducação. Eles entram às 7 horas na obra e as 16 retornam para o presídio. É um projeto que eles deram início em outra construção em Osasco com excelente resultado. No final da reunião fui informado que este número irá aumentar para 60 trabalhadores em regime semiaberto. A construtora está de parabéns por esta iniciativa”, finalizou o presidente.
 
Ele avalia que além do setor da Indústria da Construção ser um segmento que, historicamente, tem ajudado ao País se recuperar de crises econômicas, ele também tem colaborado nesta ressocialização. “Não dá para considerar o sistema de ressocialização sem o advento do trabalho”, disse Ramalho da Construção.

CDG FOTO 01

O presidente Ramalho da Construção conversou com os operários sobre diversos temas

CDG foto 04

A reunião aconteceu no refeitório do canteiro de obras, após o café da manhã

CDG foto 05

Antes do bate papo, um momento de descontração com o tradicional jogo de dominó

CDG foto 08

Ramalho da Construção, após a reunião, conversou com diversos operários 

 

siga-nos