Operários trabalham em ambiente sujo e inadequado

Trabalhadores da obra da Sabesp, na Vila Guilherme, Zona Norte de São Paulo, paralisam a obra, nesta terça-feira, 28, junto com os assessores da Base -Departamento que visita os canteiros de obras do Sintracon-SP (Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Civil de São Paulo), devido ao ambiente de trabalho impróprio para o exercício de suas funções. 
 
Dentre as irregularidades, a condição dos banheiros e dos uniformes é o que mais impressiona o sindicato. Mesmo com as solicitações de troca, os funcionários não recebem uniformes novos e trabalham com roupas rasgadas e sujas. Os banheiros, no entanto, não recebem o serviço da limpeza diariamente. Além dessas condições inadequadas, os operários não têm um refeitório para se alimentarem.
 
O presidente do Sintracon-SP, Ramalho da Construção, critica a atuação da empresa que administra a obra. “Chega a nos impressionar a falta de comprometimento da empresa com seus funcionários. Eles deixam de oferecer um espaço limpo e apropriado para o trabalho e contratam 10 seguranças para bloquearem o trabalho do sindicato em defesa da classe trabalhadora. Será mesmo essa a prioridade do patrão?”, questiona Ramalho.
 
A gerente do Departamento de Base do Sintracon-SP, Ana Paula Tavares, liderou a paralisação e recebeu cartas de denúncias dos operários. “Um trabalhador me contou que esquenta sua marmita em uma espiriteira (artefato que utiliza álcool 96º para a combustão), pois a empresa não oferece um refeitório e um micro-ondas. O que é extremamente perigoso e pode causar acidentes graves”, relata Ana.
 
Situação 
 
A empresa ameaçou demitir os operários que aderiram à paralisação e lutaram por seus direitos. O Ministério do Trabalho enviará hoje, 28, ou amanhã, quarta-feira, 29, um auditor fiscal para averiguar as condições da obra. O Sintracon-SP, por sua vez, só vai liberar a obra quando as condições de trabalho estiverem regularizadas.
 
Mobilizacao 2

Operários não recebem novos uniformes e trabalham com roupas rasgadas

Mobilizacao 3

Mobilização em frente à obra da Sabesp, localizada na Vila Guilherme – Zona Norte de São Paulo 

Mobilizacao 4_5

Banheiros disponíveis para os trabalhadores sem condições de uso 

siga-nos