Pessoal de saúde exposto à fragilidade de um sistema falido

Vejo no Globo News que o setor de Saúde brasileiro conta com mais de 4 mil profissionais afastados de suas atividades em razão da pandemia que nos aflige. O canal informa, também, que 30 desses profissionais morreram em combate.

Pois bem. O que os governos estão fazendo há tempos é chamar essas pessoas de heróis. Disso, aliás, ninguém duvida. Mas os números demonstram profundas falhas no sistema. Será que a categoria da Saúde está sendo efetivamente reconhecida pelos Poderes Públicos? De onde vem tanto despreparo?

Aos governantes, todos, sem exceção, peço menos demagogia e mais ação e investimento em segurança. Tanta fragilidade expõe trabalhadores essenciais à morte. E o salário???? E a dignidade????

 

Ramalho da Construção

Presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil d São Paulo 

siga-nos