Queremos o FGTS reajustado pela poupança!

Queremos o FGTS reajustado pela poupança!

A Câmara dos Deputados deverá votar, em breve, o Projeto de Lei de número 1358, de autoria dos deputados Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força (Solidariedade), Leonardo Picciani (PMDB) e Mendonça Filho (DEM).
Esse projeto é de grande importância para a classe trabalhadora, pois assegura que os depósitos do Fundo de Garantia passarão, a partir de janeiro de 2016, a ter a mesma correção que a poupança.
Vale ressaltar que os depósitos em questão são corrigidos, desde 1999, em apenas 3% ao ano mais a Taxa referencial (TR), de 0,8% (em 2014).
O governo, que só sabe ferrar o trabalhador, argumenta que tais recursos são para bancar obras de moradia popular e de saneamento básico.
Ora, sou do ramo da Construção Civil. Antes de me tornar sindicalista, trabalhei em mais de 700 canteiros de obras. Portanto, sei muito bem onde o galo canta.
As prestações do Minha Casa, Minha Vida têm juros de 6% a 7%. Portanto, o governo petista de Dilma Roussef remunera em 3% o dinheiro de quem trabalha e cobra mais do que o dobro de juros de quem quer comprar sua casa.
Como diz Paulinho da Força, “isso é coisa de especulador”. Numa frase, ele resumiu tudo, com extrema felicidade de raciocínio.
Representantes da Força Sindical, central da qual o Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil de São Paulo, que tenho a honra de presidir, faz parte, promete realizar um corpo a corpo no Congresso Nacional.
Trata-se de um ato de grande importância e patriótico, pois o modelo implantado pelo governo é uma vergonha.
Finalizo parabenizando aos três deputados envolvidos na criação do projeto de Lei.

Ramalho da Construção
Sindicalista e deputado estadual pelo PSDB-SP

siga-nos