fbpx

Ramalho Júnior, diretor do Sintracon-SP e Conselheiro do Senai-SP, participa de homenagem a Paulo Skaf

PUBLICADO EM 21/07/2021

FOTO: SENAI-SP

Na tarde desta terça-feira (20), o conselho deliberativo do Senai realizou uma importante reunião na sede da entidade com o ainda presidente, Paulo Skaf. Durante o encontro, Paulo Skaf foi surpreendido com uma fabulosa homenagem.

Por unanimidade, o conselho decidiu tornar Skaf como patrono da nova unidade referência em Inteligência Artificial e Cybersegurança do Senai, que será inaugurada em São Caetano do Sul.

Esta foi uma forma de agradecer a Paulo Skaf pelos quase 18 anos à frente da FIESP (Federação da Indústria do Estado de São Paulo), SESI-SP (Serviço Social da Indústria), SENAI-SP (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) e CIESP (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo).

“Para mim é um orgulho ser patrono de uma escola do Senai-SP. Meus sinceros agradecimentos aos envolvidos”, twittou Paulo Skaf.

Para Ramalho Júnior, Conselheiro Representante dos Trabalhadores da Indústria do Senai-SP, e diretor-executivo do Sintracon-SP (Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Civil de São Paulo), a homenagem foi fundamental para deixar o nome do Paulo Skaf marcado na história.

“Sabemos que a partir de janeiro do ano que vem Josué Gomes da Silva, dono da Coteminas, do setor têxtil, assumirá o comando da FIESP. E nós, do conselho, discutimos como poderíamos homenagear esta trajetória incrível que o Paulo Skaf teve à frente da FIESP, SESI-SP, SENAI-SP, CIESP. Decidimos, por unanimidade, fazer esta linda homenagem”, comenta Ramalho Júnior.

E continua: “Sempre tive um carinho enorme pelo Skaf. Nesses 16 anos que sou representante dos trabalhadores da indústria no conselho do Senai, sempre fui bem recebido por ele. Desejo toda sorte neste novo ciclo”, conclui.

Trajetória de Paulo Skaf

Paulo Skaf, em sua trajetória, inaugurou 120 novas escolas do SESI nos últimos dez anos, transformando a vida de mais de 200 mil alunos e oferecendo um ensino de qualidade única no Brasil. Também apresentou índices expressivos de empregabilidade dos alunos do SENAI, onde recebeu um milhão de matrículas por ano.

Sua trajetória liderando a FIESP tornou-se conhecida pela liderança, dinamismo e objetividade, principalmente pela participação em questões de alto interesse para o Estado de São Paulo, como a luta contra a volta da CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira), os juros abusivos, o aumento na energia elétrica e dos impostos.

siga-nos