Reforma na Previdência vai atingir novos trabalhadores

A reforma da Previdência Social do governo Michel Temer não deve alterar os direitos de quem já está no mercado de trabalho.
O peemedebista comunicou a líderes partidários que a proposta de mudanças a ser enviada ao Congresso só trará alterações para quem ingressar no Regime Geral de Previdência Social a partir da aprovação das medidas.
Com isso, as regras da aposentadoria devem permanecer como estão para quem está na ativa.
As mudanças, como a adoção de uma idade mínima, serão somente para os novos trabalhadores.
Atualmente, os segurados podem se aposentar com 35 anos de pagamentos ao INSS, no caso dos homens, e 30 anos, no das mulheres, sem precisar de idade mínima.
Há ainda o pagamento do benefício integral para quem, na soma da idade com o tempo de contribuição, atinge 85 pontos (mulheres) ou 95 pontos (homens).
Idade mínima
O plano de Temer deixa claro que é necessário estabelecer uma idade mínima para aposentadoria, embora não haja nenhum indício de qual seria essa idade.
O documento diz que o Brasil deve adotar o mesmo sistema utilizado em outros países e definir o limite em 65 ou 67 anos para homens e mulheres.
Outra proposta é desvincular o piso dos benefícios do salário mínimo, e reajustar as aposentadorias apenas pela inflação do ano.

 

Fonte: Agora

siga-nos