Renda com imposto sindical tem queda de 86%

Em 2017, os sindicatos receberam, ao todo, R$ 1,8 bilhão de imposto sindical. Em 2018, com a reforma trabalhista e a não obrigatoriedade de se pagar o imposto, tal verba caiu 86%, para R$ 276 milhões. Abordando o tema, o jornal O Estado de S. Paulo, entrevistou diversas autoridades e lideranças sobre o assunto. Um deles, foi o líder do nosso Sindicato, o Sintracon-SP, Ramalho da Construção. Disse ele:

 

“Perdemos cerca de 60% de receita. Foi um baque, precisamos apertar as contas e cortar despesas. Hoje temos um terço dos funcionários, cortamos 30% do salário da diretoria, vendemos nossa sub-sede e metade da frota de veículos. O número de homologações feitas no sindicato, que também deixaram de ser obrigatórias, caiu de 270 por dia para 12”, registrou Ramalho.

 

Apesar das dificuldades, o sindicalista vê um lado positivo na reforma. “Os sindicatos e as centrais foram obrigados a voltar para a rua, mostrar serviço e fazer com que a categoria perceba a importância do nosso trabalho. Cerca de 80% dos sindicatos eram formados por pelegos e precisavam desse choque de realidade. A saída passa pelo aumento do número de associados, politizando ainda mais a categoria e oferecendo serviços e cursos de qualificação”, atestou Ramalho da Construção.

 

siga-nos