Sonho da casa própria fica mais distante

A Caixa Econômica Federal reduziu para 50% do valor do imóvel o limite máximo de financiamento. Atualmente, os clientes poderiam financiar até 60% ou 70% do montante dependendo do tipo de linha de crédito contratada.
A medida, segundo o sindicalista e deputado estadual pelo PSDB-SP, Ramalho da Construção, é ruim para a sociedade e, também, no que diz respeito ao sistema imobiliário e o setor da construção civil.
“Decisões como essa dificultam a volta do País aos trilhos do desenvolvimento e fere a empregabilidade na cadeia produtiva da construção. O governo brasileiro parece querer ver com quantas pernas uma aranha ainda pode andar antes de ser classificada como surda”, opina Ramalho.

 

A medida passou a valer em 25 de setembro último. E a redução vale para todas as modalidades, como Minha Casa Minha Vida, empréstimos com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (que usa recursos da poupança).

siga-nos