Brasileiros sacam FGTS para pagar dívidas, aponta SPC

Levantamento feito pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) aponta que apenas 6% usaram o fundo inativo do FGTS para realizar compras.
A maioria utilizou o dinheiro para quitar dívidas atrasadas, pagar compromissos pendentes e saldar contas não atrasadas, como crediário, prestação de casa ou carro.
A pesquisa demonstra que 42% dos beneficiários utilizaram o valor para despesas do dia a dia.
“Os resultados são indiscutíveis. Revelam que o povo brasileiro está na maior pindaíba e extremamente preocupado com uma crise que parece não ter fim e com o desemprego crescente. O País está numa recessão sem precedentes, sendo dirigido por autoridades cujo maior objetivo é o de cortar conquistas da classe trabalhadora”, avalia o sindicalista e deputado estadual (PSDB-SP), Ramalho da Construção.

 

Pagar dívidas será a principal finalidade dos que ainda não fizeram os saques, indica o estudo. Enquanto 26% vão utilizar o dinheiro para quitar compromissos atrasados, 21% deverão regularizar ao menos uma parte das pendências em atraso e 25% pretendem pagar despesas do dia a dia. Apenas 4% irão utilizá-lo para compras, enquanto 3% pretendem gastar em viagens e 2% adquirir um imóvel.

siga-nos